Publicidade

15 Exercícios de Interpretação de Texto, com gabarito.

Exercícios sobre Interpretação de Texto.


Questões de interpretação de texto


1. (FEPESE/TIJUCAS/2013) Analise o texto abaixo:

Dia Mundial do Livro

A coincidência de 23 de abril de 1616 ser a data da morte de Shakespeare e Cervantes levou a Conferência Geral da UNESCO a escolher essa data como Dia Mundial do Livro. Com ele se pretende render uma homenagem ao livro e a seus autores, além de alentar a todos, em particular aos mais jovens, a descobrir o prazer da leitura e a respeitar a insubstituível contribuição dos criadores para o progresso social e cultural.

OLIVEIRA, C. D. Atlas Básico de Literatura. São Paulo: Escala Educacional, 2007.

Assinale a alternativa correta de acordo com as informações do texto.

a. ( ) O Dia Mundial do Livro homenageia somente Shakespeare e Cervantes.
b. ( ) O Dia Mundial do Livro é comemorado desde 1616.
c. ( ) A data 23 de abril foi instituída como Dia Mundial do Livro.
d. ( ) Os escritores decidiram ensinar aos jovens o prazer da leitura.
e. ( ) No Dia Mundial do Livro somente os livros devem ser homenageados.

2. (São José/2012) Texto

Viver é complicado? É, um pouco. E como tornar a vida mais fácil? Entre outras coisas, aprendendo que todos nós temos um código e, quando passamos a conhecer o nosso, e o dos outros, tudo fica mais suave. Dentro da família podemos ter mãe, pai, dois irmãos, três tias, cinco primas, marido, filhos... É preciso entender o idioma de cada um para não viver num planeta em que cada pessoa fala uma língua diferente. Sabe quando você ouve no telefone a frase ‘Então te ligo; quem sabe a gente vai jantar?’. Pois isso talvez queira dizer várias coisas: pode ser apenas uma desculpa para desligar o telefone, pois o assunto não está interessando; pode ser que a pessoa esteja esperando uma ligação e não queira ocupar a linha; pode ser que tenha começado o telejornal, e mais 300 razões diferentes, algumas inimagináveis. Os horários, por exemplo: um encontro marcado para nove da noite pode significar nove e meia; entre dez e meia e onze; e em alguns casos até nove horas mesmo. Agora, se você conseguir decodificar o idioma da pessoa, não vai se irritar de ficar esperando duas horas, porque já sabe que, quando ela diz nove, está querendo dizer onze, certo? São essas filigranas que desgastam a relação e você deve fazer todos os esforços para evitar que isso aconteça.”

Danuza Leão: Para entender os outros. São Paulo: Cláudia. 5 maio 2011.

Assinale a alternativa correta.

a. ( ) A cronista instrui a respeito de suas ideias, utilizando uma linguagem denotativa.
b. ( ) A autora chama a atenção para alguns aspectos do cotidiano que podem prejudicar o relacionamento entre as pessoas.
c. ( ) Com a interrogação, em “E como tornar a vida mais fácil?”, a autora pede orientação ao leitor, sobre seus problemas.

d. ( ) Para a autora, todos nós temos um código comportamental, que precisa ser único para que todos se entendam.
e. ( ) Segundo o texto, quem não quer se irritar deve interpretar os idiomas das pessoas com quem convive.

Publicidade

3. (Fraiburgo2011) Texto
Até as décadas de 50 e 60 do século passado,a economia de Fraiburgo se baseava na indústria extrativa de madeira. Nessa época nasceram os primeiros plantios de macieiras e, depois de longos anos de pesquisas e experiências, obtiveram-se as variedades que mais se adaptaram ao clima do lugar: Gala e Fuji, além de híbridos dessas espécies, melhoradas geneticamente. 1. Assinale a alternativa correta, de acordo com o texto.

1. A expressão “Nessa época” remete às décadas de 50 e 60 do século passado.
2. As expressões “Até” e “além de” implicam ideia de exclusão.
3. A expressão “depois de longos anos de pesquisas e experiências” implica ideia de tempo.
4. O se, em “se baseava” e “se adaptaram”, é pronome relativo.

Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.

a. ( ) São corretas apenas as afirmativas 1 e 3.
b. ( ) São corretas apenas as afirmativas 1 e 4.
c. ( ) São corretas apenas as afirmativas 2 e 3.
d. ( ) São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 3.
e. ( ) São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 4.

Sobre Interpretação de texto analise o episódio e o texto abaixo são referência para as questões 4 a 7

Duas estudantes vítimas de furto em um ônibus de transporte interestadual de passageiros, no percurso São Paulo Florianópolis, processaram sem sucesso a empresa de ônibus.

Para o desembargador Luiz Fernando Boller, relator do caso, a ação dos ladrões teve êxito por descaso das próprias vítimas quanto à guarda de seus pertences pessoais: elas deixaram a bagagem de mão sem qualquer vigilância no banco de trás do respectivo assento, que estava vago. O fato de as mulheres terem deixado as bolsas no banco vazio evidencia, para Boller, “descaso das próprias vítimas quanto à guarda da respectiva bagagem de mão, sobretudo diante do valor econômico que representava. Tal circunstância, induvidosamente, corrobora o entendimento de que a empresa não deve ser responsabilizada pelo fato”, escreveu o relator. O desembargador ressalta que o Código de Defesa do Consumidor estabelece que, em casos assim, o nexo causal é excluído, ficando comprovada a culpa exclusiva de terceiros.
(Adaptado do site Consultor Jurídico, acessado em setembro de 2015.)


4 - Do despacho do desembargador Boller, podemos concluir que:

a) a culpa pelo furto ocorrido é exclusivamente das mulheres.
b) não se caracteriza a culpa em razão do baixo valor econômico do objeto furtado.

c) as três partes (as duas vítimas e a empresa de ônibus) são responsáveis pelo furto ocorrido.
d) nos casos em que não se caracteriza nexo causal, o Código de Defesa do Consumidor assume o ônus de indenizar as vítimas.
e) a culpa pelo furto ocorrido é da empresa de ônibus.

5 - A expressão “o nexo”, conforme empregada no texto, significa:

a) a interpretação.
b) a penalidade.
c) a obrigação.
d) o encaminhamento.
e) a relação.

6 - A palavra “corrobora” significa:

a) contraria.
b) confirma.
c) corrói.
d) estabelece.
e) elimina.

7 - A palavra “induvidosamente” significa:

a) discutivelmente.
b) alternadamente.
c) controvertidamente.
d) seguramente.
e) problematicamente.

10 Questões da Interpretação de Texto de Concursos Públicos.

Leia o texto

Desespero

Não há nada mais triste do que o grito de um trem no silêncio noturno. É a queixa de um estranho animal perdido, único sobrevivente de alguma espécie extinta, e que corre, corre, desesperado, noite em fora, como para escapar à sua orfandade e solidão de monstro.

in: Mário Quintana. Sapo Amarelo. São Paulo: Global.

8. (Palhoça/2015) Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) feitas sobre o texto.

( ) O autor do texto usa linguagem conotativa.
( ) O autor do texto refere-se ao trem de forma subjetiva.
( ) O texto revela emoções do autor e pode despertar emoções naquele que o lê.
( ) Todo trem é sempre triste ao percorrer seus trilhos.

( ) Todo monstro é órfão tal qual o trem.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

a. ( ) V • V • V • F • F
b. ( ) V • V • F • F • V
c. ( ) V • V • F • F • F
d. ( ) F • V • V • V • F
e. ( ) F • F • V • V • V

9 - Considere o texto a seguir:

Presente no Brasil há 161 anos, desde o reinado de Dom Pedro II, o serviço estatal de telegramas encontrou na tecnologia uma aliada para resistir ao tempo. A transmissão via internet, que teve início em 2001, impulsionou o tráfego de mensagens no País, dando sobrevida a esse braço dos Correios. (...) A atual transmissão eletrônica é chamada de híbrida: os dados são captados pela Web e depois a mensagem é impressa e envelopada por máquinas na agência mais próxima do destinatário, sem a intermediação humana.

(O Estado de S. Paulo, 26 jul. 2013.)

A palavra em destaque indica que a transmissão de telegramas atualmente:

a) faz uso tanto de meios eletrônicos quanto mecânicos.
b) depende da intermediação humana em todas as fases.
c) usa uma combinação de meios eletrônicos.
d) ocorre integralmente por transmissão mecânica.
e) combina a ação manual com a eletrônica.

Texto para ler e interpretar
Falando de amor

Se eu pudesse, por um dia,
Esse amor, essa alegria
Eu te juro, te daria
Se pudesse, esse amor todo dia.


Chega perto,
Vem sem medo
Chega mais,
Meu coração,
Vem ouvir esse segredo
Escondido no choro-canção.

Se soubesse como eu gosto
Do teu cheiro, teu jeito de flor…
Não negavas um beijinho
A quem anda perdido de amor.


Chora flauta, chora pinho,
Choro eu, o teu cantor,
Chora manso, bem baixinho,
Nesse choro falando de amor.

Quando passas, tão bonita
Nessa rua banhada de sol,
Minha alma segue aflita:
Eu me esqueço até do futebol.

Vem depressa, vem sem medo
Foi pra ti, meu coração
Que eu guardei esse segredo
Escondido num choro-canção.

Lá no fundo
Do meu coração!

Antônio Carlos Jobim



Publicidade

10. (FEPESE/B. Camboriú/2015) Assinale a alternativa correta.

a. ( ) O apaixonado, se pudesse, casaria com a amada.
b. ( ) O apaixonado guardou para a amada um choro-canção.
c. ( ) A amada passa todos os dias pela rua banhada de sol, mas não olha para o apaixonado.
d. ( ) A pessoa a quem é dedicada a declaração não conhece os sentimentos do declarante.
e. ( ) A pessoa a quem se destina a declaração de amor não corresponde ao sentimento do emissor, embora saiba do sentimento.


11. (Tijucas/2013/FEPESE) Analise o texto abaixo:

Multas na Paulista começam em 15 dias

A CE (Companhia de Engenharia de Tráfego) deve começar a multar os motoristas que desrespeitarem a nova velocidade máxima permitida na Avenida Paulista em no máximo 15 dias. Ontem, a prefeitura alterou o limite de 60 km/h para 50 km/h na via. De acordo com o diretor de planejamento da companhia, Tadeu Leite, a ideia é readequar o viário e evitar mais acidentes. Os últimos dados disponibilizados pela CET mostram que em 2012 aconteceram 106 acidentes na Avenida Paulista, sendo 32 atropelamentos. Três pes­soas morreram e 122 ficaram feridas.

Folha de São Paul0, 29 de outubro de 2013, Cotidiano

De acordo com as informações do texto acima, assi­nale a alternativa correta.



a. ( ) A CET não contabilizou os dados de acidentes na Avenida Paulista em 2012.
b. ( ) 125 foi o número total de acidentes na Avenida Paulista em 2012.
c. ( ) A CET já começou a cobrar o novo limite de velocidade e a multar os motoristas.
d. ( ) O limite de velocidade na Avenida Paulista será aumentado.
e. ( ) O limite de velocidade na Avenida Paulista foi reduzido em virtude dos acidentes.

Texto

[…]
A Cidade do Cabo ocupa uma ampla península banhada pelo Atlântico na região do Cabo Ocidental, a província mais ao sul do país. Essa região engloba também as Winelands (região produtora de vinhos, a 50 quilômetros) e a Garden Route (a 380 quilômetros). Apesar de ter 3 milhões de habitantes, a cidade se espalha por uma área gigantesca, o que a torna are­jada, leve. O Centro (City Bowl) fica ao norte, concen­trado entre a Table Mountain e o porto.

[…]
A Table Mountain, ícone-mor da metrópole sul-afri­cana, é um espanto, erguendo-se na paisagem com seu semblante desenhado com régua. Um bondinho vertiginoso (e céus, giratório) leva ao topo da gigante, onde um barzinho esperto proporciona garrafas de vinho e baldes de gelo, para que você esteja devida­mente equipado quando o sol afundar no mar. Com sorte você verá como a montanha se transforma numa cachoeira de nuvens. Uma das impressões digitais da Cidade do Cabo, o fenômeno “catarata” é matador. A Table Mountain funciona como uma barragem a represar a umidade, que em certos momentos do dia “transborda” para o lado da cidade, numa imagem espetacular. Ela se bastaria, mas a deusa em forma de platô não está só.
[…]

Fonte: Revista Viagem e Turismo, São Paulo, ano 19, n. 9, ed. 227, p. 101-102, jul. 2015.

12. (Florianóplois/FEPESE/2015) Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) de acordo com o texto e com as informa­ções nele contidas.

( ) A Cidade do Cabo é a capital judiciária da África do Sul.
( ) A “Table Mountain” é o maior símbolo da Cidade do Cabo.
( ) A “Table Mountain” não é uma barragem, mas uma montanha.
( ) Em “…a província mais ao sul do país.”, as palavras sublinhadas se referem ao Cabo Ocidental, que engloba também a região que produz vinhos.
( ) A Cidade do Cabo é leve e arejada porque tem apenas 3 milhões de habitantes.
Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

a. ( ) V • V • V • V • F
b. ( ) V • F • F • F • V
c. ( ) F • V • V • F • V
d. ( ) F • V • V • V • F
e. ( ) F • F • F • V • V

Leia o texto

Texto Uma pesquisa em 27 países mostrou que a biblioteca familiar se correlaciona mais com bons resultados na educação do que a própria escolaridade dos pais. Uma biblioteca de 500 livros se associa a acréscimos de escolaridade que vão de 3 a 7 anos. Segundo os autores, “uma casa onde os livros são valorizados fornece às crianças ferramentas que são diretamente úteis no aprendizado escolar.” E tem mais, leitores mais assíduos visitam mais museus, fotografam mais e, surpresa, praticam mais esportes. Claudio de Moura Castro, in Veja, 11 jan. 2012, p. 20.



13. (FEPESE) Assinale a alternativa correta, em relação ao texto. No que diz respeito à educação:
a. ( ) a escolaridade dos pais não influencia no desempenho escolar dos filhos.
b. ( ) para crianças de 3 a 7 anos a escolaridade está associada a bons livros.
c. ( X ) mais que a escolaridade paterna, o que influencia positivamente é a existência de
uma biblioteca familiar.
d. ( ) está comprovado que alunos sem uma biblioteca familiar não têm condições de obter bons resultados escolares.
e. ( ) segundo pesquisa realizada em 27 países, uma biblioteca familiar deve ter, no mínimo, 500 livros

Heresia

As culturas científica e humanística eram separadas, entre outras razões, pela linguagem. Tinham vocabulários diferentes. Seus códigos não combinavam. Previa-se até que se distanciariam tanto que um dia nenhuma comunicação seria possível entre as duas. O advento da língua comum dos computadores parecia ter diminuído essa discrepância, mas curiosamente a divisão perdurou, agora entre facções da mesma cultura, que usam o mesmo vocabulário e não se entendem. Economistas de um lado e de outro (rudemente, esquerda e direita) lidam com os mesmos números, analisam os mesmos gráficos, recebem as mesmas informações e falam todos o mesmo idioma universal, só variando o estilo – e veem e preveem coisas diferentes.

A não ser que se procure a causa da cisão no terreno movediço do caráter de cada um, ela não tem explicação. Ou tem: o mundo da ciência econômica, como todos os mundos, está subdividido entre humanistas e seus contrários, que divergem nos seus pressupostos antes de divergirem nas suas interpretações e receitas. O que os separa é o valor que dão à vida humana, o princípio de todas as equações matemáticas para uns e um dado irrelevante para outros. Não se trata de ter melhor ou pior coração. Como já disse alguém, ninguém tem o monopólio dos bons sentimentos. Mas a sua escolha de lado na divergência entre economistas, no fim, é uma definição de escolha política. É-se solidário pela mais egoísta das razões, por uma preocupação elementar com a salubridade do meio em que se respira, porque uma civilização que sacrifica o ser humano pelo lucro não é exatamente o ambiente em que se quer viver.

Quando a Europa submergiu na intolerância religiosa e no obscurantismo da Idade das Trevas, dominada por uma espécie de pensamento único que condenava como heresia qualquer forma de desafio dos dogmas da Igreja, e nem os reis sabiam ler, foi nos claustros da própria Igreja que a escrita e a cultura clássica foram preservadas e, quase sem querer, resistiram ao dogma. Hoje, outra vez, uma minoria herética se vê sitiada por dogmas inquestionáveis. Mas a Idade das Trevas acabou na Renascença. (Por Luiz Fernando Veríssimo. Disponível em: http://www.jornalcontato. com.br/home/index.php/heresia-luis-fernando-verissimo-o-globo/. Acesso em: 25/06/2019.)


14. (FSERJ) Esse texto foi escrito com a finalidade comunicativa de:

A) Defender o respeito à vida humana.
B) Defender o ponto de vista científico.
C) Esclarecer as divergências entre economistas de esquerda e de direita.
D) Explicar a diferença entre a cultura científica e a cultura humanística.


15. (FSERJ) De acordo com o texto, a cultura científica e a cultura humanística:

A) Distanciaram-se tanto, que não conseguem mais dialogar.
B) Representam duas formas diferentes de interpretar o mundo.
C) Fundiram-se com a globalização das informações, por isso não há mais divisão de lados.
D) Mantêm não só suas diferenças bem delimitadas, como também um vocabulário próprio.


Gabarito dos Exercícios de Interpretação de Texto

1.C
2.B
3.A
4 - A
5 - E
6 - B
7 - D
8.A
9. A
10. D
11.E
12.D
13.C
14.A
15.B


Como ensinar interpretação de texto? 

São questões de Língua Portuguesa para treinamento, simulado e prática. Compreensão e interpretação de texto para concurso. Sugeridas, ainda, para aqueles que buscam como estudar interpretação de texto para o ENEM e Ensino Médio.


interpretação textual, interpretação de cronica, análise e interpretação de texto são atividades fundamentais para preparação. É importante realizar atividades como:

  • interpretação de texto do enem
  • realizar atividades de interpretação de texto ensino médio
  • revisar com exercícios de interpretação de texto ensino médio
  • praticar interpretação de texto enem
  • resolver muitas questões de interpretação de texto
  • enem interpretação de texto
  • aula de português interpretação de texto constantemente



Destaques:

Por Blog Caderno de Educação


CompartilheCompartilheCompartilhe
Compartilhe em suas Redes Sociais!


Sobre:
O Blog Caderno de Educação visa compartilhar conteúdo e proporcionar a troca de material e experiências com os usuários. Todas as matérias publicadas são informativas ou sugestivas e não devem ser utilizadas em substituição a informação especializada de um profissional habilitado.

Recomendados para Você:

0 comentários:

Postar um comentário

.
Tecnologia do Blogger.

 

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

voltar