Publicidade

10 Livros para Vestibular, ENEM e Concursos

[VUNESP] Questões de Português - Nível Médio - 2021

 Questões de Língua Portuguesa de Nível Média da Banca Organizadora VUNESP 2021 prova do concursos da Câmara de Piraciba.

[VUNESP] Questões de Português - Nível Médio - 2021

Língua Portuguesa

Leia o texto para responder às questões de números 01 a 07.

Humanoide perde a vez entre robôs 

Discretamente, o Google está reformulando seu ambicioso programa de robótica. Lançado em 2013, o projeto incluía duas equipes especializadas em máquinas que pareciam e se moviam como seres humanos. No entanto, pouco sobrou desse projeto. A proposta agora é de usar robôs mais simples, que possam aprender por si mesmos certas habilidades.

“O New York Times” foi o primeiro jornal a conhecer parte da tecnologia na qual a companhia vem trabalhando. Embora as máquinas não sejam tão atraentes visualmente quanto os robôs humanoides, os pesquisadores acreditam que a tecnologia sutilmente mais avançada no interior delas tem mais potencial no mundo real. Os robôs aprendem sozinhos habilidades como organizar um conjunto de objetos não familiares ou locomover-se no meio de obstáculos inesperados.

Muitos acreditam que o aprendizado de máquinas – e não a criação de novos equipamentos extravagantes – será a chave para o desenvolvimento da robótica voltada para manufatura, automação de depósitos de materiais, transporte e outras atividades.

Numa tarde no novo laboratório, um braço robótico pairava sobre uma lata cheia de bolas de pingue-pongue, cubos de madeira, bananas de plástico e outros objetos escolhidos ao acaso. Em meio a essa confusão, o braço robótico pegou com dois dedos uma banana de plástico e, com um suave movimento de punho, jogou-a numa lata menor que estava a vários centímetros de distância. Foi um feito admirável. Na primeira vez que viu os objetos, o braço não sabia como pegar uma única peça. Porém, equipado com uma câmera que “olhava” dentro da lata, o sistema aprendeu depois de 14 horas de tentativa e erro.

O braço mais tarde aprendeu a jogar itens nas latas certas, com 85% de acerto. Quando os pesquisadores tentaram executar a mesma tarefa, a média foi de 80%. Parece uma tarefa muito simples, todavia criar um código de computador para dizer a uma máquina como fazer isso é algo extremamente difícil.

O braço que joga objetos numa lata não é uma máquina desenhada pelos pesquisadores. Fabricado pela Universal Robots, ele é comumente usado em manufatura e outras atividades. O que o Google está fazendo é treiná-lo para que faça coisas que, de outro modo, ele não faria. “O aprendizado está nos ajudando a superar o desafio de construir robôs de baixo custo”, diz Vikash Kumar, supervisor do projeto.

(Cade Metz. The New York Times. Publicado pelo jornal O Estado de São Paulo em 14.04.2019. Tradução de Roberto Muniz. Adaptado)

01. (VUNESP/Português/Piracicaba) De acordo com o texto, o programa de robótica citado

(A) pretende criar robôs humanoides que sejam de baixo custo e visualmente chamativos a fim de atrair os consumidores.

(B) investe maciçamente em especialistas cuja única função é desenhar novas máquinas, como o braço que pega os objetos.

(C) está trabalhando códigos de computador para que os robôs adquiram por si mesmos certas habilidades.

(D) tem divulgado enfaticamente, por meio de diversos veículos de comunicação, os resultados obtidos nos laboratórios.

(E) vê com sucesso o braço que aprendeu a jogar objetos em uma lata, embora ele ainda não tenha superado os humanos nessa tarefa.

02. (VUNESP/Português/Piracicaba) A respeito do texto, é correto afirmar que o autor

(A) confronta diferentes pontos de vista de especialistas que atuam na área de robótica.

(B) emprega linguagem figurada para ressaltar sua admiração pelo mundo dos robôs.

(C) descreve, com ceticismo, os experimentos com os robôs não humanoides.

(D) é objetivo e claro ao transmitir aos leitores as informações sobre o programa de robótica.

(E) expõe sua opinião crítica a respeito da validade dos projetos desenvolvidos pelo Google.

03. (VUNESP/Português/Piracicaba) A expressão destacada pode ser substituída, sem alteração de sentido, pela expressão entre parênteses, em:

(A) Primeiro parágrafo: No entanto, pouco sobrou desse projeto. (Porque)

(B) Segundo parágrafo: Embora as máquinas não sejam tão atraentes... (Mesmo que)

(C) Quinto parágrafo: Quando os pesquisadores tentaram executar... (Se)

(D) Quinto parágrafo: Parece uma tarefa muito simples, todavia criar um código... (já que)

(E) Último parágrafo: O que o Google está fazendo é treiná-lo para que faça coisas... (ainda que)

04. (VUNESP/Português/Piracicaba) Assinale a alternativa em que o trecho do quarto parágrafo está reescrito preservando-se o sentido original do texto.

(A) Em meio a essa confusão, o braço robótico pegou

com dois dedos... => Em meio à negligência dos pesquisadores, o robô pegou com dois dedos

(B) ... com um suave movimento de punho, jogou-a numa lata... => movimentando suavemente o punho, atirou-a em uma lata

(C) ... jogou-a numa lata menor que estava a vários centímetros de distância. => jogou-a a uma certa distância em uma lata de vários centímetros

(D) ... o braço não sabia como pegar uma única peça. => o braço somente conseguia pegar uma peça por vez

(E) Porém, equipado com uma câmera que “olhava”

dentro da lata... => Mas, equipado com uma câmera que, dentro da lata, “olhava” ao redor 


05. (VUNESP/Português/Piracicaba) Considere a frase do segundo parágrafo.

“O New York Times” foi o primeiro jornal a conhecer parte da tecnologia na qual a companhia vem trabalhando.

Em conformidade com a regência padrão da língua portuguesa, o termo destacado pode ser substituído por:

(A) estar a par em

(B) estar interessado com

(C) ter acesso de

(D) informar-se com

(E) inteirar-se de

06. (VUNESP/Português/Piracicaba) Considere as frases elaboradas a partir das ideias do texto.

• A empresa tem um ambicioso programa de robótica e decidiu reformular esse ambicioso programa.

• Alguns robôs lidam com objetos não familiares, e os pesquisadores analisam como organizam esses objetos.

De acordo com o emprego e a colocação dos pronomes estabelecidos pela norma-padrão, os trechos em destaque podem ser substituídos por:

(A) reformulá-lo; os organizam

(B) reformulá-lo; lhes organizam

(C) o reformular; organizam-lhes

(D) reformular-lhe; os organizam

(E) lhe reformular; organizam-nos

07. (VUNESP/Português/Piracicaba) Assinale a alternativa correta quanto à concordância verbal padrão.

(A) Em 2013, participando do projeto, existia duas equipes especializadas em robôs humanoides.

(B) “O New York Times”, depois de entrevistar os pesquisadores, noticiaram os avanços do projeto.

(C) Para os integrantes do programa, impõe-se o desafio de construir robôs a baixo custo.

(D) O aprendizado das máquinas, segundo especialistas, serão a solução para a robótica voltada para a manufatura.

(E) O braço robótico, que manipulavam as bananas de plástico, gastou horas em tentativas, acertos e erros.

Leia a tira para responder às questões de números 08 e 09.

Tira

(O melhor de Calvin. Bill Watterson. O Estado de S. Paulo, 06.04.2019)

08. (VUNESP/Português/Piracicaba) Analisando a tira, é correto afirmar que o garoto

(A) se impressionou com a altura das girafas e fez pernas de pau para observar objetos e familiares da mesma perspectiva desses animais.

(B) se inspirou no comportamento das girafas para pegar o pote de Bis, os quais também considera saborosos e difíceis de alcançar.

(C) aprendeu que as girafas, diferentemente de outros animais, encontram alimentos variados e nutritivos nas florestas.

(D) está proibido pelo pediatra de comer alimentos com açúcar, por isso sua mãe guardou o pote de chocolate em cima do armário.

(E) não gosta de estudar sobre a vida dos animais, mas serviu-se das informações acerca das girafas para inventar brincadeiras.

09. (VUNESP/Português/Piracicaba) No primeiro quadrinho, os termos peculiares e adequada podem ser substituídos, sem alteração de sentido e atendendo à norma-padrão, respectivamente, por:

(A) misteriosos e adestrada.

(B) elegantes e compatível.

(C) exóticos e perfeita.

(D) singulares e adaptada.

(E) agressivos e ajustada.

 

10. (VUNESP/Português/Piracicaba) Leia o texto.

Quando você se refere alguém dizendo “maria vai com as outras” significa que a pessoa não tem opinião própria. Mas quem foi essa primeira Maria?

Para o pesquisador Brasil Gerson, a expressão tem origem no século 19 com a chegada da família real portuguesa.

A mãe de Dom João VI, a rainha Maria I, quem

muitos atribuíam o nome de “A Louca”, costumava passear margens do rio Carioca, acompanhada de suas damas de companhia, e o povo, vendo essa cena, comentava: “Maria vai com as outras”.

(Ernani Fagundes. Aventuras na História, novembro de 2005. Adaptado)

De acordo com a norma-padrão, as lacunas desse texto devem ser preenchidas, respectivamente, por:

(A) a ... a ... às

(B) a ... à ... às

(C) a ... a ... as

(D) à ... a ... às

(E) à ... à ... as

Publicidade

Gabarito - Língua Portuguesa - Ensino Médio - VUNESP - 2021


1 - C 2 - D 3 - B 4 - B 5 - E 6 - A 7 - C 8 - B 9 - D 10 - A



[VUNESP] Técnico em Contabilidade - Questões de Conhecimentos Específicos 2021

Questões de Técnico de Contabilidade. Nível Médio. Câmara de Piracicaba. Banca Organizadora VUNESP - 2021. Conhecimentos específicos

[VUNESP] Técnico em Contabilidade - Questões de Conhecimentos Específicos 2021 

31. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) Os Princípios Orçamentários visam estabelecer diretrizes norteadoras básicas aos processos de elaboração, execução e controle do orçamento público. O princípio da universalidade estabelece que

(A) as receitas e despesas vinculadas deverão constar na LOA pelo seu valor total.

(B) as despesas empenhadas no exercício deverão ser iguais as receitas arrecadadas.

(C) no regime democrático, o orçamento de cada ente federado deve ser divulgado à sociedade de forma ampla.

(D) a LOA deverá conter todas as receitas e despesas de todos os poderes, órgãos, entidades, fundos e fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público.

(E) somando as receitas arrecadadas no mês de referência e os onze meses anteriores, excluídas as duplicidades.

32. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) As receitas públicas efetivas representam um enriquecimento do patrimônio do Poder Público, enquanto que as não efetivas correspondem a fatos permutativos, sem reflexos no patrimônio líquido da entidade. São exemplos de receitas não efetivas:

(A) a tributária, agropecuária e de serviços.

(B) a industrial, as contribuições e de serviços.

(C) os depósitos em caução, fianças e as operações de crédito por antecipação de receita orçamentária.

(D) as operações de crédito autorizadas em lei, receita tributária e de serviços.

(E) a patrimonial, a agropecuária, depósitos em caução e fianças.

33. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) A seguridade social será financiada por toda a sociedade, de forma direta e indireta, mediante recursos da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, e de contribuições sociais. Portanto, o orçamento da seguridade social deve abranger as funções 

(A) da assistência social, da educação e do saneamento básico.

(B) da assistência social, da saúde e da previdência social.

(C) da saúde, da educação e da segurança pública.

(D) da saúde, da educação e da previdência social.

(E) da assistência social, do trabalho e do desenvolvimento econômico.

34. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) A partir da Constituição Federal de 1988 passa a ser determinante estabelecer de forma regionalizada, objetivos e metas para as despesas de capital e outras delas decorrentes por intermédio

(A) da LDO.

(B) da Lei Orçamentária Anual.

(C) da Lei de Responsabilidade Fiscal.

(D) da Lei do Plano Plurianual.

(E) da Lei do Orçamento Base Zero.

35. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) Os suprimentos de fundos é uma forma específica de realização da despesa pública, também conhecida como

(A) fixação.

(B) liquidação.

(C) adiantamento.

(D) empenho.

(E) antecipação de pagamento.

36. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) São oriundos da colocação de títulos públicos ou da contratação de empréstimos e financiamentos obtidos junto a entidades estatais ou privadas – nacionais ou internacionais, as receitas

(A) de operação de crédito.

(B) compulsórias.

(C) ordinárias.

(D) de serviços.

(E) correntes.

37. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) O documento que inscreve as despesas realizadas pela administração pública com as informações do credor, o valor da despesa e a dotação orçamentária utilizada é denominado de

(A) nota de dotação.

(B) nota de liquidação.

(C) nota fiscal.

(D) nota de empenho.

(E) nota de crédito.

38. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) A classificação da despesa orçamentária, segundo a sua natureza, é composta de

(A) categoria econômica, natureza da despesa e elemento de despesa.

(B) categoria econômica, função, projeto e atividade.

(C) programa, função, projeto e atividade.

(D) atividade, projeto e operações especiais.

(E) natureza da despesa e elemento de despesa.

39. São considerados motivos, dentre outros, para abertura de créditos suplementares e especiais:

(A) os empenhos processados e liquidados no exercício.

(B) as despesas empenhadas, porém não pagas no exercício.

(C) as despesas discricionárias que constam no orçamento.

(D) o superavit financeiro apurado em balanço patrimonial do exercício anterior.

(E) a arrecadação de impostos e taxas centralizada no órgão fazendário.

40. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) A execução da despesa orçamentária se dá em três estágios, na forma prevista na Lei no  4.320/1964:

(A) empenho, liquidação e provisão.

(B) empenho, subempenho, liquidação e pagamento.

(C) empenho ordinário, estimativo e global.

(D) dotação, empenho, subempenho e pagamento.

(E) empenho, liquidação e pagamento.

41. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) Constituem restos a pagar não processados as despesas que

(A) foram empenhadas, realizadas e pagas no exercício.

(B) foram empenhadas, liquidadas e não pagas no exercício.

(C) foram empenhadas, mas não foram liquidadas e pagas no exercício.

(D) foram empenhadas e canceladas no exercício.

(E) não foram empenhadas no exercício.

42. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) Toda a depreciação de máquinas de produção é considerada

(A) despesa.

(B) custo de oportunidade.

(C) investimento.

(D) encargo.

(E) custo.

43. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) Os efeitos das transações e outros eventos devem ser reconhecidos nos períodos a que se referem, independentemente do recebimento ou pagamento. A afirmativa apresentada se refere ao seguinte princípio da contabilidade:

(A) competência.

(B) continuidade.

(C) oportunidade.

(D) registro do valor original.

(E) prudência.

44. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) Na representação gráfica do balanço patrimonial devem constar os grupos:

(A) patrimônio líquido, ativo imobilizado, ativo permanente e superavit/deficit.

(B) ativo circulante, ativo não circulante, passivo circulante, passivo não circulante e patrimônio líquido.

(C) ativo circulante, ativo permanente, passivo circulante e patrimônio bruto.

(D) ativo, passivo exigível e patrimônio bruto.

(E) ativo circulante, ativo não circulante, passivo circulante e patrimônio bruto.

45. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) A empresa Junior S/A adquiriu móveis no valor de R$ 200.000,00, pagando 25% à vista e o restante financiado em 8 parcelas. O lançamento contábil implicará

(A) aumento do passivo no valor de R$ 200.000,00.

(B) débito na conta fornecedores de R$ 150.000,00.

(C) decréscimo no patrimônio líquido da S/A em R$ 50.000,00.

(D) aumento do ativo da empresa no valor de R$ 150.000,00.

(E) débito na conta Móveis no valor de R$ 50.000,00.

46. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) As variações patrimoniais podem ser classificadas em quantitativas e qualitativas. As variações qualitativas são aquelas que

(A) aumentam ou diminuem o patrimônio líquido.

(B) alteram a composição dos elementos patrimoniais, sem afetar o patrimônio líquido.

(C) diminuem o patrimônio líquido.

(D) são registradas, independentemente do recebimento.

(E) aumentam o patrimônio líquido, por conta do valor econômico registrado.

47. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) De acordo com a Lei no  8.666/93, é modalidade de licitação:

(A) preço justo.

(B) tomada de preços.

(C) menor preço.

(D) qualificação técnica.

(E) melhor técnica e preço.


48. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) Conforme legislação tributária vigente, pertence aos municípios

(A) 50% dos impostos sobre a renda e proventos de qualquer natureza.

(B) 25% do imposto sobre produtos industrializados (IPI).

(C) 50% da arrecadação obtida com IPVA licenciados em seus territórios.

(D) 22% do fundo de participação dos estados.

(E) 20% dos impostos sobre a renda e proventos de qualquer natureza.

49. A concessão de isenção de ICMS, no sistema tributário nacional, depende

(A) de convênio celebrado entre as unidades da federação.

(B) de lei ordinária federal autorizativa.

(C) de lei complementar municipal.

(D) exclusivamente de lei ordinária estadual.

(E) de resolução do Senado Federal.

50. (VUNESP/Tec.Contabilidade/2021) A modalidade licitatória que não se aplica em obras, que não há limite de valor e o tipo de licitação é sempre o menor preço, denomina-se:

(A) dispensa.

(B) concorrência.

(C) escrituração.

(D) convite.

(E) pregão.


Publicidade

Gabarito Técnico em Contabilidade VUNESPE 


Gabarito

Veja também

10 Exercícios de Matemática sobre Porcentagem, com Gabarito

Resolva os exercícios de matemática sobre porcentagem

10 Exercícios de Matemática para Ensino Fundamental, com Gabarito


1.  (FEPESE/São José/2021) Maria precisa de 900gramas de açúcar para, fazer um bolo. Porém, tem apenas 640 gramas de açúcar em casa. Desta forma, Maria foi ao supermercado, comprou um pacote de 2 kg de açúcar e voltou para casa para terminar o bolo. Do pacote de açúcar que comprou, Maria retirou a quantidade que faltava para seu bolo.
A porcentagem de açúcar que sobrou no pacote que Maria comprou é:
a. Maior que 90%.
b. Maior que 87,5% e menor que 90%.
c.  Maior que 85% e menor que 87,5%.
d. Maior que 82,5% e menor que 85%.
e. Menor que 82,5%


2 – (UFPR/Curitiba)  A comemoração de 25 anos de uma escola foi realizada em um teatro com capacidade de 2.173 lugares. Compareceram ao evento 1.500 pessoas. A porcentagem aproximada de lugares vazios durante o evento foi de:
a) 30%.
b) 31%.
c) 39%.
d) 44%.
e) 45%

Publicidade

3. Em uma pesquisa eleitoral realizada com 2000 eleitores, 41% declararam voto no candidato A, 35% declararam voto no candidato B e 24% declararam voto no candidato C. Na possibilidade de um eventual segundo turno entre os candidatos A e B, 40% dos eleitores do candidato C disseram preferir o candidato A e os 60% restantes disseram que votariam em B. Admitindo que os eleitores dos candidatos A e B mantenham seus votos no segundo turno, qual seria, segundo a pesquisa, a porcentagem de votos dos candidatos A e B, respectivamente, no segundo turno?
a) 41,5% e 24,7%.
b) 47,8% e 34,3%.
c) 50,6% e 49,4%.
d) 55,4% e 44,6%.
e) 57,3% e 42,7%.


4. (APR/2008) Em uma lanchonete, há vários tipos de sanduíche. O atendente observou que 3 de cada 4 clientes pedem sanduíche de carne. A porcentagem de clientes dessa lanchonete que pedem sanduíche de carne é
a) 30%.
b) 25%.
c) 7,5 %.
d) 75%.
e) 0,3 %


5 -  Araucária/2010) Especialistas afirmam que 25% de todos os acidentes sérios de bicicleta envolvem ferimentos na cabeça e que, de todos os ferimentos na cabeça, 80% são fatais. Com base nisso, pode-se dizer que a porcentagem de acidentes sérios de bicicleta que envolvem ferimentos fatais à cabeça é de:
a) 16%.
b) 20%.
c) 50%.
d) 55%.
e) 105%.


6. (UFPR) O preço de um televisor, à vista, é de R$ 850,00. O mesmo televisor também é vendido a prazo, em 12 parcelas de R$ 76,50. O consumidor que comprar o televisor a prazo pagará que percentual a mais que o preço à vista?
a) 7%.
b) 8%.
c) 9%.
d) 12%

7. (Sec.SaúdeParaná) Neste mês, o valor que pago de aluguel sofreu um aumento de 4% e passou a comprometer 20,8% de meu salário. Se o valor de meu aluguel não tivesse sido aumentado, qual percentual (porcentagemde meu salário estaria comprometido com esse pagamento?
a) 20,0%
b) 19,2%
c) 18,4%
d) 18,0%
e) 17,2%


8. (Matinhos/2018) Nas últimas eleições, realizadas em 2018, o município de Matinhos contava com 26.390 eleitores cadastrados no TRE, sendo 14.157 eleitores do sexo feminino. Qual dos percentuais abaixo mais se aproxima da proporção de eleitoras do município de Matinhos?
a) 53,2%.
b) 53,6%.
c) 54,0%.
d) 54,4%.
e) 54,8%


9 – (COCEL/2011) Um empregado recebia como salário a quantia de R$ 1.250,00. Após um aumento, ele passou a receber R$ 1.750,00.
Isso significa que o empregado teve um percentual (porcentagem) de aumento sobre o salário inicial de:
a) 25%.
b) 35%.
c) 40%.
d) 45%.
e) 50%

10 (FAFIPA/2011) O tanque de combustível da motocicleta de Carlos tem capacidade para 14 litros de gasolina. O marcador de combustível está indicando 1/4.
Quantos litros de gasolina há no tanque de combustível da motocicleta de Carlos?
(A) 3 litros
(B) 3,5 litros
(C) 4 litros
(D) 4,5 litros
(E) 5 litros

Caderno

Veja também

Gabarito dos exercícios sobre porcentagem

  1. C
  2. B
  3. C
  4. D
  5. B
  6. B
  7. A
  8. B
  9. C
  10. B


+10 Exercícios sobre Probabilidade, com Gabarito

 +10 Exercícios sobre Probabilidade, com Gabarito

1. (Fepese/2019/Florianópolis) Uma urna contém 16 bolas, numeradas de 1 a 16.Sorteando-se uma bola ao acaso, qual a probabilidadede o número desta bola ser um número múltiplo de 4?

a. 18,75%

b. 20%

c. 22,25%

d. 25%

e. 27,5%


2. (Celesc/2019/Fepese) Ao lançar um dado 3 vezes e somar os valoresobtidos em cada lançamento, qual é a probabilidadede se obter soma igual a 6?

a. Menor que 4%

b. Maior que 4% e menor que 5%c. Maior que 5% e menor que 6%

d. Maior que 6% e menor que 7%

e. Maior que 7%

Publicidade

3. (CoroneldeFreitas/Fepese/2020) Uma pessoa tem em seu armário 4 calças, sendouma verde, uma vermelha, uma preta e uma branca.Também tem 4 camisas, sendo uma verde, uma ver-melha, uma preta e uma branca.Escolhendo aleatoriamente uma camisa e uma calça, aprobabilidade de elas serem da mesma cor é:

a. Menor que 15%.

b. Maior que 15% e menor que 19%.

c. Maior que 19% e menor que 23%.

d. Maior que 23% e menor que 27%.

e. Maior que 27%.

4. (CoroneldeFreitas/Fepese/2020) Uma empresa divide seus vinte funcionários emquatro grupos com o mesmo número de funcionáriosem cada grupo.Ao escolher aleatóriamente duas pessoas entre os 20funcionários da empresa, a probabilidade de as duaspessoas pertencerem ao mesmo grupo é:

a. Menor que 17,5%.

b. Maior que 17,5% e menor que 20%.

c. Maior que 20% e menor que 22,5%.

d. Maior que 22,5% e menor que 25%.e. Maior que 25%


5. (Fepese/Sap-SC/2019) José envia uma mesma mensagem para váriosamigos. A probabilidade que José envie a mensagempara Augusto é 7/10. Ainda, em geral a probabilidadede as mensagens de José para Augusto serem filtradaspara a caixa de spam (e, portanto, não serem entre-gues na caixa de entrada principal de Augusto) é 6/10.Logo, a probabilidade de Augusto não receber a men-sagem de José em sua caixa principal é:

a. Menor que 60%.

b. Maior que 60% e menor que 65%.

c. Maior que 65% e menor que 70%.

d. Maior que 70% e menor que 75%.

e. Maior que 75%.


6. (Fepese/Sap-SC/2019) Um cantor decide compor uma música parahomenagear duas pessoas. O nome das duas pessoashomenageadas é escolhido aleatoriamente entre umalista com 14 nomes masculinos e 16 nomes femininos,todos diferentes.Portanto, a probabilidade de os nomes escolhidosserem ambos masculinos é:

a. Menor que 20%.

b. Maior que 20% e menor que 22,5%.

c. Maior que 22,5% e menor que 25%.

d. Maior que 25% e menor que 27,5%.

e. Maior que 27,5%


7. (Fepese/Florianópolis/2019) Uma empresa sorteará aleatoriamente 3 viagenspara seus funcionários, sendo 6 homens e 9 mulheres.Qual a probabilidade de as 3 pessoas sorteadas seremmulheres?

a. Maior que 22%

b. Maior que 20% e menor que 22%

c. Maior que 18% e menor que 20%

d. Maior que 16% e menor que 18%

e. Menor que 16%

8 (MonteBelo/2021) João possui um pote com balas coloridas. Um dia ele resolveu contar quantas balas decada cor havia no recipiente e chegou aos números:6 balas vermelhas3 balas verdes5 balas brancas7 balas amarelasColocando todas as balas de volta ao pote e escolhendo dois doces para comer, qual aprobabilidade de João pegar aleatoriamente uma bala vermelha e uma amarela?

A) 4/19

B) 3/27

C) 1/23 

D) 2/21

+10 Exercícios sobre Probabilidade, com Gabarito

Veja também

9 (MonteBelo/2021) Se em uma turma é formada por 8 alunos do sexo feminino e 7 do sexo masculino e aprofessora escolher aleatoriamente um estudante para ir ao quadro resolver um exercício,qual a probabilidade de ser selecionada uma aluna?

A) 8/15 

B) 7/15

C) 11/15

D) 13/15


10 (PMMG/2021) – Calcule a probabilidade de se obter soma 9 no lançamento simultâneode dois dados usuais (seis faces, numeradas de 1 a 6) e não viciados em que o resultadodo lançamento foi um número ímpar e um número par:

A. ( ) 4/36.  

B. ( ) 2/9.

C. ( ) 4/9.

D. ( ) 2/36

Veja também

Gabarito dos exercícios sobre Probabilidade

  1. D
  2. B
  3. D
  4. C
  5. D
  6. B
  7. C
  8. D
  9. B
  10. B

Questões sobre o Livro Os Lusíadas, com gabarito.

Série de questões sobre o Livro Os Lusíadas, com gabarito. Exercícios sobre o Classicismo com base em resumo e análise da obra de Camões. Questões ideiais para aulas de literatura, língua portuguesa, vestibular e ENEM.

Confira também: exercícios de português sobre substantivos

Questões sobre Os Lusíadas, com gabarito.


1. (Santa Catarina 2014) Os versos abaixo são atribuídos a Luís de Camões, considerado uma das maiores figuras da literatura portuguesa.

As armas e os barões assinalados,
Que da ocidental praia Lusitana,
Por mares nunca de antes navegados,
Passaram ainda além da Taprobana,
Em perigos e guerras esforçados,
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram
Novo Reino, que tanto sublimaram;
[…]
Os Lusíadas. Camões.

Camões, Dante Alighieri e Shakespeare estão entre os autores de um movimento cultural que marca a passagem do mundo medieval para o da Idade Moderna.
Assinale a alternativa que identifica esse movimento.
a. ( ) Reforma
b. ( ) Simbolismo
c. ( ) Parnasianismo
d. ( ) Pré-Modernismo
e. ( X ) Renascimento Cultural



2. (Camboriú 2011)  Leia o texto.

As armas e os barões assinalados,
Que da ocidental praia Lusitana,
Por mares nunca de antes navegados,
Passaram ainda além da Taprobana,
Em perigos e guerras esforçados,
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram
Novo Reino, que tanto sublimaram;

Assim começa o Canto I do mais famoso poema épico da língua portuguesa, marco do Renascimento Cultural (literário) em Portugal.
Assinale a alternativa que indica corretamente o nome da obra e o autor.

a. ( ) A barca, Gil Vicente.
b. ( ) Sermões, Padre Antonio Vieira.
c. ( ) Opulência e riquezas do Brasil,
Frei Vicente Salvador.
d. ( X ) Os Lusíadas, Luiz Vaz de Camões.
e. ( ) Don Quijote de La Mancha,
Miguel Cervantes y Saavedra.



3 (UFPR 2008) Observe o texto de Os Lusíadas

“Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar,
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu!

(Os Lusíadas, Camões)

Sobre a expansão marítima européia do início da Idade Moderna, analise as seguintes proposições:
I) As navegações portuguesas se constituíram em um evento isolado, uma vez que não tiveram a concorrência de nenhum outro povo europeu naquele momento.
II) O sacríficio dos navegantes portugueses foi bastante recompensado, já que Portugal se tornou a nação hegemônica da Europa por longo tempo.
III) Da expansão maritimo-comercial portuguesa fazem parte a conquista da rota oriental para as Índias e a conquista do Brasil.

Assinale a alternativa correta.
A) Todas as proposições estão corretas.
B) Apenas a proposição I está correta.
C) Apenas a proposição II está correta.
xD) Apenas a proposição III está correta.
E) Apenas as proposições I e III estão corretas.

4. Os Lusíadas um texto:
xa) renascentista
b) iluminsta
c) calvinista
d) aristoélico
e) futurista

Confira: exercícios de português sobre pronomes

5. Podemos observar na obras Os Lusíadas uma divisão em algumas partes gerais. Sobre esse aspecto assinale a alternativa INCORRETA

a) Proposição - introdução, apresentação do assunto e dos heróis (estrofes 1 a 3 do Canto I);
b) Invocação - o poeta invoca as ninfas do Tejo e pede-lhes a inspiração para escrever (estrofes 4 e 5 do Canto I);
d) Narração - a narrativa da viagem, in medias res, partindo do meio da ação para voltar atrás no tempo e explicar o que aconteceu até ao momento na viagem de Vasco de Gama e na história de Portugal, e depois prosseguir na linha temporal.
xe) Por fim, há um epílogo que prepara o leitor para a próxima a obra que concluiria a história, mas não foi terminada devido ao falecimento do escritor (estrofes 145 a 156 do Canto X).


Exercícios sobre Os Lusíadas, com gabarito.


6. Qual das afirmativas não é uma temática de Os Lusíadas?

a) Viagem da descoberta do caminho marítimo para a Índia de Vasco da Gama e dos seus marinheiros;
b) Episódios da história dos portugueses;
xc) Referência aos reis absolutistas que dominaram a Europa nos anos antecedentes.
d) São descritas as influências e as intervenções dos deuses da mitologia greco-romana na ação dos heróis.
e) Ao longo da narração deparam-se-nos vários tipos de episódios: bélicos, mitológicos, históricos, simbólicos, líricos e naturalistas.

7. Leia o texto de Os Lusíadas

“Eternos moradores do luzente
Estelífero pólo, e claro assento,
Se do grande valor da forte gente
De Luso não perdeis o pensamento,
Deveis de ter sabido claramente,
Como é dos fados grandes certo intento,
Que por ela se esqueçam os humanos
De Assírios, Persas, Gregos e Romanos.”

A passagem acima se refere:

xa)ao herói
b) ao poeta
c) ao Rei
d) a amada
e) ao povo

8. Sobre Os Lusíadas é incorreto afirmar que:

a) A contextualiza Vasco da Gama, a quem se devia o descobrimento da rota para o oriente numa viagem difícil e com poucas probabilidades de êxito, e que vencera inúmeras batalhas contra reinos muçulmanos em terras hostis aos cristãos. 
b) A viagem épica de Vasco da Gama foi usada como história central da obra, à volta da qual vão sendo contados episódios da história de Portugal.
c) Foi ao rei D. Sebastião que Camões dedicou Os Lusíadas
O poema pode ser lido numa perspectiva que já era antiga, mas a que factos recentes haviam dado acrescida atualidade, a da cruzada contra o mouro. 
xd) Pedro Álvares Cabral também foi protagonista por excelência d’Os Lusíadas, na chegada ao Brasil

9. São personagens que aparecem em Os Lusíadas, EXCETO:

a) Vasco da Gama, reconhecido como 
b) Paulo da Gama
c) o Velho do Restelo 
xd) Padre José de Anchieta
e)Tétis; a Sirena que profetiza ao som de música 


10. Leia o texto de Os Lusíadas

“Traziam-na os horríficos algozes
Ante o Rei, já movido a piedade:
Mas o povo, com falsas e ferozes
Razões, à morte crua o persuade.
Ela com tristes o piedosas vozes,
Saídas só da mágoa, e saudade
Do seu Príncipe, e filhos que deixava,
Que mais que a própria morte a magoava”

— Sobre Inês de Castro. Canto III, estrofe 124.

Com relação ao texto assinale a alternativa CORRETA

a) Episódio bélico de Os Lusíadas. 
xb) Refere-se ao fim trágico de um amor ilícito, proibido pelos poderes.
c) Conta a história de uma deusa grega que inspira o escritor
d) Revela um Rei impiedoso e controlador. 



Veja também:

Questões discursivas sobre Os Lusíadas com gabarito


1 - Quem foi o autor da obra  Os Lusíadas?

Camões

2 - Quando foi publicada a obra?

Publicado em 1572,

3 - Qual é o principal eixo narrativo de Os Lusíadas?

a expedição comandada por Vasco da Gama, realizada entre 8 de julho de 1497 e 14 de maio de 1498, partindo de Portugal em direção ao Oriente.

 4 - A quem foi dedicada a Obra de Camões?

Na dedicatória (estâncias 6-18), oferece o poema a Dom Sebastião, rei de
Portugal, que pagou a publicação da obra

5 - O narrador faz uma descrição da Europa fala sobre seu país, iniciando seu relato citando Luso, fundador da Lusitânia. Cite algumas figuras e acontecimentos que refletem essa fala?
 Fala sobre figuras e acontecimentos históricos: D. Henrique de Borgonha, Egas Moniz, Inês de Castro, as batalhas de Ourique, do Salado e de Aljubarrota, a tomada de  Ceuta.


6 - Relacione as colunas


( 1 ) Narração –
( 2 ) Introdução –
( 3 ) Proposição
( 4 ) Invocação –
( 5 ) Epílogo –
( 6 ) Dedicatória –

  • (  ) Apresentação do assunto
  • (  ) Anúncio do canto épico; os grandes feitos dos heróis portugueses.
  • (  ) Pedido de inspiração para as Tágides.
  • (  ) O poema é dedicado a D. Sebastião.
  • (  ) Início com a viagem em andamento,
  • no Oceano Índico, próximo a Moçambique.
  • (  ) Camões abandona o tom heroico do poema e passa a lamentar a situação de Portugal depois do período mais grandioso de sua história.


 Resp. 2 3 4 6 1 5

Veja também:
Temas relacionados
  • questão do enem sobre os lusiadas
  • os lusíadas questões discursivas
  • os lusiadas exercicios resolvidos
  • interpretação de texto os lusiadas com gabarito
  • perguntas sobre a obra os lusiadas


+100 Questões de Conhecimentos Pedagógicos e Legislação Educacional

Confira as questões e simulados de Conhecimentos Pedagógicos, Fundamentos da Educação e Legislação Educacional.
>> Traremos sempre Séries de 10 Questões Grátis para o seu estudo!
>> Aproveite também as Séries Bônus!
Basta clicar no link para ver as questões e simulados online! 

Questões e Simulados:

Publicidade

#2 Simulado: Conhecimentos Pedagógicos; Legislação; Fundamentos da Educação 

Simulados sobre Legislação Educacional (10 questões)
> Simulado sobre Legislação Educacional Il

Simulados sobre Autores Específicos (10 questões)
Questões por Assunto (10 questões)

Confira também, as questões para baixar em PDF!

Questões para Baixar em PDF Grátis (imprimir) - Necessita de Leitor de PDF

Simulado de Didática e Pedagogia (pdf)


> Questões de Conhecimentos Pedagógicos (pdf)


> Simulado de Fundamentos da Educação (pdf)



Publicidade

Obs.: 
. Há questões com base em gabarito provisório da Banca Examinadora, podendo em alguns casos ter ocorrido alteração ou anulação do gabarito.
. Em caso de discordância com alguma resposta entre em contato através do email: sitecadernodeeducacao@gmail.com
. Não há custo para acessar o material disponível

Principais Tópicos Relacionados

As inteligências múltiplas e seus estímulos: relação entre inteligência e aprendizagem. 
Novas competências profissionais para ensinar: competências que se pretendem nos alunos e professores e como desenvolvê-las.
Teorias Psicogenéticas - Piaget, Wallon e Vygostsky. 
Tópicos de Didática: Prática educativa, Pedagogia e Didática; Didática e democratização do ensino; 
Teoria da Instrução e do Ensino; 
O processo de ensino na escola; 
O processo de ensino e o estudo ativo; 
Os objetivos e conteúdos de ensino; 
Os métodos de ensino; 
aula como forma de organização do ensino; 
A avaliação Escolar; 
O planejamento escolar; 
Relações professor aluno na sala de aula. 
Indisciplina na escola. 
Teorias psicogenéticas.
A educação escolar – atuais tendências e exigências. 
Currículo e o pleno desenvolvimento do educando. 
A construção de uma escola democrática e inclusiva. 
A qualidade social da educação escolar e a educação para a diversidade numa perspectiva multicultural. Relação professor-aluno, escola-comunidade. 
A educação escolar como direito e dever do estado. 
Financiamento da educação. 
Concepções Filosóficas da Educação. 
Relação Educação-Sociedade-Cultura. 
Tendências pedagógicas na prática escolar. Planejamento, metodologia e avaliação do processo ensino-aprendizagem. 
Questões sobre Conhecimentos Pedagógicos

Bibliografia sobre Conhecimentos Pedagógicos

ANTUNES, Celso. As inteligências múltiplas e seus estímulos (Papirus, 2008).
ANTUNES, Celso. Como desenvolver as competências em sala de aula (Vozes, 2001).
AQUINO, Julio Groppa (Org). Indisciplina na Escola: Alternativas Teóricas e Práticas (Summus, 1996).
DELORS, Jacques. Os quatro pilares da educação. In: ___. Educação: um tesouro a descobrir. Cap. 04 (Cortez, 1998). 
PERRENOUD, Philippe. “10 novas competências para ensinar”. Porto Alegre. Artmed.
PERRENOUD, Philippe. “Formando Professores Profissionais”. Porto Alegre. Artmed-Artes Médicas Sul, 2001 – Edição revisada.
MOREIRA, Antonio Flávio B. (Org.). “Currículo – Questões atuais”. Papirus Editora. HOFFMANN, Jussara. “Avaliação Mediadora”. Editora
Mediação. 2000. CARVALHO, Rosita Edler. “Educação Inclusiva com os Pingos nos Is”. 2. ed. Porto Alegre: Mediação, 2005. CORTELLA,
Mário Sérgio. “A escola e o conhecimento: fundamentos epistemológicos e políticos”. São Paulo, Editora Cortez, 2011. FREIRE, Paulo.
“Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa”. 43. ed., São Paulo: Paz e Terra, 2011. LA TAILLE, Yves. DANTAS,
Heloisa e OLIVEIRA, Marta Kohl de, “Piaget, Vygotsky, Wallon: teorias psicogenéticas em discussão”. 24. ed., São Paulo: Summus, 1992.
MORIN, Edgar. “Os sete saberes necessários à educação do futuro”. UNESCO/Cortez Editora, cap. III e IV, p. 47-78, e cp. VI, 93 -104,
2000. RIOS, Terezinha Azerêdo. “Ética e competência”. 20. ed., São Paulo: Cortez, 2011. SACRISTÀN, J. Gimeno; PÉREZ GOMES, A. I.
“Compreender e transformar o ensino”. 4. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2000. SAVIANI, Dermeval. “Histórias das ideias pedagógicas no Brasil”. Campinas; Autores Associados, 2010. TEIXEIRA, Anísio. “A escola pública universal e gratuita”. Revista Brasileira de Estudos
Pedagógicos. Rio de Janeiro, v.26, n.64, out./dez. 1956. p. 3-27. Disponível em: <http://www.bvanisioteixeira.ufba.br/artigos/gratuita.html>
Acesso em 18.out.2018. GROPPA, Julio. “Indisciplina na escola (alternativas, teóricas e práticas)”. Summus Editorial.

Legislação Educacional

BRASIL. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA
FEDERATIVA DO BRASIL –1988. (Artigos 5º, 6º; 205 a 214) BRASIL. 
LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990: Dispõe sobre o Estatuto  da Criança do Adolescente-ECA. 37 
BRASIL. LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996: Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB. 
BRASIL. RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 17 DE JUNHO DE 2004: Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana (anexo o Parecer CNE/CP nº 3/2004) 
BRASIL. RESOLUÇÃO CNE/CEB Nº 4, DE 13 DE JULHO DE 2010: Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica (anexo o Parecer CNE/CEB nº 7/2010) 
BRASIL. RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 1, DE 30 DE MAIO DE 2012: Estabelece Diretrizes Nacionais para a Educação em Direitos Humanos (anexo o Parecer CNE/CP nº 8/2012) 
ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e Protocolo Facultativo. 
DECRETO Nº 6.949, DE 25 DE AGOSTO DE 2009 Promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em
Nova York, em 30 de março de 2007.

Tecnologia do Blogger.

 
Sobre | Termos de Uso | Política de Cookies | Política de Privacidade

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.