Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova 1932 e dos Educadores (1959)


Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova 1932 e dos Educadores (1959)





Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova 1932 e dos Educadores (1959) original para que você possa fazer um resumo, resenha, estudo, análise ou imprimir.
Segundo o site Wikipedia o "Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova", datado de 1932, foi escrito durante o governo de Getúlio Vargas e consolidava a visão de um segmento da elite intelectual que, embora com diferentes posições ideológicas, vislumbrava a possibilidade de interferir na organização da sociedade brasileira do ponto de vista da educação. Redigido por Fernando de Azevedo, dentre 26 intelectuais, entre os quais Roldão Lopes de Barros, Anísio Teixeira, Afrânio Peixoto, Lourenço Filho, Antônio F. Almeida Junior ", Roquette Pinto, Delgado de Carvalho, Hermes Lima e Cecília Meireles




Fonte: Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Fernando de Azevedo [et al.]   Coleção Educadores Ministério da Educação Domínio Público

Referência.
MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVA. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Manifesto_dos_Pioneiros_da_Educa%C3%A7%C3%A3o_Nova&oldid=50544672>. Acesso em: 21 nov. 2017.



Por blog caderno de educação


.
Compartilhe em suas Redes Sociais!


Sobre:
O Blog Caderno de Educação visa compartilhar conteúdo educacional e proporcionar a troca de material didático e experiência entre profissionais da área de educação e, também, disponibilizar material educativo para estudantes, candidatos a concursos públicos, vestibular e ENEM das mais diversas áreas do conhecimento como literatura, história, gramática, geografia, biologia, matemática, física, informática, pedagogia e outras, além de notícias.

Postagens relacionadas, sugeridas e anúncios

0 comentários:

Postar um comentário

.

 

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.