Questões sobre Os Sertões, pré-modernismo, com gabarito. Exercícios resolvidos sobre o livro de Euclides da Cunha autor pré-modernista no Brasil. Sugerido para as aulas de literatura de ensino fundamental e médio. 


Questões sobre Os Sertões, pré-modernismo, com gabarito
by Pixabay

Questões sobre os sertões, pré-modernismo, com gabarito




1. (Serrita PE 2015) “O sertanejo é, antes de tudo, um forte. Não tem o raquitismo exaustivo dos mestiços neurastênicos do litoral. A sua aparência, entretanto, no primeiro lance de vista, revela o contrário...” 

Os Sertões – Euclides da Cunha

xa) O autor quis mostrar que a superioridade do sertanejo em relação ao litorâneo tem
um fundamento racial.
b) O autor valoriza a raça do homem do litoral
c) O autor usa uma linguagem romântica para descrever o sertanejo e os sertões.
d) A denúncia do crime cometido pela nação conta si própria na Guerra de Canudos não é o tema de “Os Sertões



Publicidade


2. (Chapecó 2017/FEPESE) “Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda história, resistiu até o esgotamento completo.Expugnado palmo a palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5, ao entardecer, quando caíram seus últimos defensores, que todos morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens feitos e uma criança, na frente dos quais rugiam raivosa mente cinco mil soldados”. (CUNHA, 1987, p. 4017)

Esse trecho, retirado da obra Os Sertões, de Euclides da Cunha, retrata a chamada Guerra de Canudos.Sobre esse conflito, assinale a alternativa correta.

a. ( ) Envolveu a população sertaneja do nordeste,em especial da Bahia, que lutava basicamente contra a injusta situação fundiária e de miséria.
b. ( ) Entre as lideranças de Canudos destaca-se o monge João Maria, cujas promessas de salvação eterna foram capazes de mobilizar aproximadamente 30 mil pessoas para o arraial de Canudos.
c. ( ) Já na primeira expedição, o Exército conseguiu sitiar Canudos que não conseguiu resistira o cerco das tropas armadas com metralhado-res e com canhões.
d. ( ) Canudos era considerado um “mau exemplo”pelo governo do Estado da Bahia por dividiras terras de forma igual entre os seus habitantes, garantindo que todos possuíssem sua propriedade privada.
e. ( ) Antônio Conselheiro foi uma das lideranças de Canudos e, por ser um defensor da República,ganhou diversos simpatizantes entre os membros do governo.


3) (FHA-MG/IBFC) Considere o trecho abaixo, extraído de Os sertões, de Euclides da Cunha.
"Decididamente era indispensável que a campanha de Canudos tivesse um objetivo superior à função estúpida e bem pouco gloriosa de destruir um povoado dos sertões. Havia um inimigo mais sério a combater, em guerra mais demorada e digna.
Toda aquela campanha seria um crime inútil e bárbaro, se não se aproveitassem os caminhos abertos à artilharia para uma propaganda tenaz, contínua e persistente, visando trazer para o nosso tempo e incorporar à nossa existência aqueles rudes compatriotas retardatários."

Analise as afirmações abaixo.
I. O trecho indica a imparcialidade e a neutralidade de Euclides da Cunha, escritor e jornalista, apenas preocupado, com uso do narrador em terceira pessoa, em registrar o conflito.
II. Observa-se na obra, representante do Pré-Modernismo, a descrição apoiada no cientificismo para explicar o conflito, o povo e o cenário.

Está correto o que se afirma em
a) somente I 
b) somente II
c) I e II
d) nenhuma



Gabarito das questões sobre os Sertões


1A 2A 3B




==============


Considerando o texto responda as questões 1 a 3 do livro sertões abaixo

Então, a travessia das veredas sertanejas é mais exaustiva que a de uma estepe nua.
Nesta, ao menos, o viajante tem o desafogo de um horizonte largo e a perspectiva das planuras francas.
Ao passo que a caatinga o afoga; abrevia-lhe o olhar; agride-o e estonteia-o; enlaça-o na trama espinescente e não o atrai; repulsa-o com as folhas urticantes, com o espinho, com os gravetos estalados em lanças, e desdobra-se-lhe na frente léguas e léguas, imutável no aspecto desolado: árvore sem folhas, de galhos estorcidos e secos, revoltos, entrecruzados, apontando rijamente no espaço ou estirando-se flexuosos pelo solo, lembrando um bracejar imenso, de tortura, da flora agonizante” (CUNHA, Euclides da. Os sertões. 29. Ed. Rio de Janeiro: Círculo do livro, 1975. p. 38).


1. A respeito do livro Os sertões, afirmou o crítico Massaud Moisés: “É um ensaio recheado de elementos estéticos e literários”. Usando como exemplo o excerto acima, a opinião do crítico traduz-se em:
a) A relação empática entre o sujeito e o objeto observado determina os caracteres ensaísticos do texto.
b) Em essência, o texto revela fatos observados e sentidos numa simbiose entre a imaginação e a concepção estética da linguagem.
c) O texto apresenta um substrato linguístico de perfil estético, mas não se desvencilha de seu caráter dissertativo argumentativo.
d) O caráter ensaístico do texto esvazia de sentidos a atuação do sujeito.

e) Evidenciam-se os constituintes ficcionais que fazem do texto um produto da imaginação e da recriação estética.


2. Numa visão generalista, os sertões
a) apresenta imagens de um ambiente hostil, completamente recriadas pela imaginação do sujeito.
b) é exemplo de uma construção linguística mapeada por elementos constituintes de um texto dissertativo.
c) fundamenta-se nas circunstâncias, visto que, para o processo criador, seria impossível apresentar imagens da caatinga sem ser dependente daquele mundo hostil.
d) abdica das metáforas para não sucumbir aos apelos fantasiosos de uma narrativa ficcional.
e) não está centrado apenas na referência aos dados da realidade; consta-lhe também um tratamento estético, tanto na ordem dos sentidos quanto na estruturação semântica.

3. Mas, sendo também uma obra de ficção, o texto de Euclides da Cunha
a) vale-se da impessoalidade do discurso para revelar uma imagem do ambiente sertanejo esteticamente concebida.
b) privilegia uma ação cognoscitiva diante da realidade, ou seja, quer descrever o mundo exterior sem transpor as relações lógicas entre os significantes e os significados.
c) institui ao ambiente uma forma de expressão da caatinga a partir das correlações temporais lineares que se processam entre o mundo sensível e o sujeito.
d) constitui-se de uma concepção linguística tradicional para rever imagens preexistentes e singularizadas no processo criador.

e) é também um construto linguístico de caráter estético  esboçado por nuances subjetivas que evidenciam as interferências da emoção do sujeito sobre o ambiente. 


Gabarito das questões do texto sobre os sertões

1 C  2 E  3 E




Questões Discursivas sobre os Sertões




1 - Para Euclides da Cunha qual é a principal calamidade do sertão? Relacione trechos que descravam esta calamidade.


2 - De que forma o autor descreve  o sertanejo e seus costumes,  em relação ao lugar, origem, seu comportamento e crença?


3 - Caracterize Antônio Conselheiro, o líder de Canudos em relação ao. Apresenta se caráter, seu passado e costumes.


4 - Faça um resumo dos acontecimentos da guerra em Canudos.




Questões sobre os Pré-Modernistas


1. (Junqueiro AL-2011) A respeito dos principais escritores do Pré-Modernismo, assinale a afirmativa correta.
(A) Euclides da Cunha, mesmo trabalhando magistralmente o assunto e a linguagem em Os Sertões, não logrou construir uma obra literária, visto seu conteúdo não ser ficcional.
(B) Monteiro Lobato, por sua formação clássica, foi importante mentor intelectual do movimento renovador de 22.
x(C) Lima Barreto, acusado de desleixo por seus contemporâneos, teve sua prosa simples e comunicativa valorizada pelos modernistas.
(D) Lima Barreto, influenciado pela leitura de clássicos da  língua portuguesa, marcou com um certo purismo linguístico a sua produção literária.




2. (Lages 2016/FEPESE) Analise o texto abaixo:

“— A vida, senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem para de piscar chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos— viver é isso. É um dorme e acorda, dorme e acorda,até que dorme e não acorda mais […]A vida das gentes neste mundo, senhor Sabugo, é isso.Um rosário de piscados. Cada pisco é um dia. Pisca e mama, pisca e brinca, pisca e estuda, pisca e ama,pisca e cria filhos, pisca e geme os reumatismos, e por fim pisca pela última vez e morre.— E depois que morre?, perguntou o Visconde.— Depois que morre, vira hipótese. É ou não é?

Esse trecho foi escrito por um dos mais eminentes escritores brasileiros para crianças e se refere à sua personagem mais famosa. 

Eles são respectivamente:
a. ( X ) Monteiro Lobato e sua personagem a boneca Emília.
b. ( ) Carlos Drummond de Andrade e sua personagem a menina Julieta.
c. ( ) Olavo Bilac e a sua personagem a mãe Maria.
d. ( ) Monteiro Lobato e a sua personagem Dona Benta.
e. ( ) Mário Quintana e a sua personagem Bruna Lombardi.

3. (IFRN/2013)Avalie as afirmativas abaixo acerca do Pré-Modernismo brasileiro.
I. Pré-Modernismo não constitui propriamente uma escola literária, mas um momento de transição  entre a tradição literária do séc. XIX e a sua ruptura radical, proporcionada pelo Modernismo.
II. Em relação às obras pré-modernistas, percebe-se uma divergência entre a prosa e a poesia, pois, enquanto a prosa anunciava a modernidade, a poesia ainda mantinha-se ligada aos temas recorrentes no séc. XIX.
III. São considerados pré-modernistas escritores como Euclides da Cunha, Lima Barreto e Monteiro Lobato, cujas obras expressaram uma visão crítica e questionadora dos problemas brasileiros.
IV. A prosa pré-modernista está ligada a um momento de importação da identidade do povo brasileiro e de reinvenção de tipos marginalizados, como o sertanejo de Os sertões e o caipira de Urupês.
Estão corretas as afirmativas
xA) I e III.
B) I e IV.
C) II e III.

D) II e VI.

Obs. Conteúdo sugestivo sendo possível a existência de entendimentos diferentes. Leia os Termos de Uso

Compartilhe!

.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens relacionadas, sugeridas e anúncios
 
Top