Publicidade

A vida do direito e a inutilidade das leis Jean Cruet



Título:  A vida do direito e a inutilidade das leis

Autor:    Jean Cruet   

Categoria:    Direito

Idioma:    Português




A vida do direito e a inutilidade das leis Jean Cruet




A VIDA DO DIREITO E A INUTILIDADE DAS LEIS

A genese das leis e a soberania do legislador

I. Consagração dogmatica da lei.
 — II. A liberdade do individuo perante o direito illimitado da nação soberana; inefficacia d'uma theoria philosophica para moderar a acção do Estado.
—III. A força effectiva do Estado aggravada pelo temor desarrazoado da sua omnipetencia imaginaria. 
—IV. Necessidade de encarar o direito como uma questão de facto.
—V. Das sociedades primitivas ás sociedades modernas, o direito mudou de forma, não de caracter.
Se não nasceu do costume e da jurisprudencia, a lei para entrar no direito vivo é obrigada a tornar-se jurisprudencia e costume. 
—VI. O methodo da razão pura e a definição classica da lei. O methodo da experiencia e as correcções a fazer na concepção theorica da lei.
—VII. Único limite efficaz da omnipotencia legislativa : noção experimental da inutilidade prática daa leia contrariaa ao equilíbrio real da sociedade.

A vida do direito e a inutilidade das leis Jean Cruet



Caderno de Educação

Confira 5 cursos sugeridos pelo site:

👉 Curso de Educação Infantil
👉 Curso de Jardinagem e Paisagismo
👉 Curso de Psicoterapia
👉 Curso de Escrita e Redação
👉 Curso de Empreendedorismo




Compartilhe Compartilhe Compartilhe
Compartilhe em suas Redes Sociais!


Sobre:
O Blog Caderno de Educação visa compartilhar conteúdo e proporcionar a troca de material e experiências com os usuários. Todas as matérias publicadas são informativas ou sugestivas e não devem ser utilizadas em substituição a informação especializada de um profissional habilitado.

Postagens Sugeridas, Relacionadas e Anúncios

0 comentários:

Postar um comentário

.
Tecnologia do Blogger.

 

João 3 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

voltar