Exercícios sobre Mario Quintana Crônicas. Com gabarito. Exercícios de Literatura Brasileira para Ensino Médio e Ensino Fundamental sobre Mário Quintana referente a Crônica de como não ler um poema. Sugerido para aulas e testes, provas, simulados e atividades de literatura e língua portuguesa.

Exercícios sobre Mario Quintana Crônicas

Exercícios sobre Mario Quintana Crônicas, com gabarito


(SEED/PR 2007) O texto a seguir é referência para as questões abaixo.

De como não ler um poema

Há tempos me perguntaram umas menininhas, numa dessas pesquisas, quantos diminutivos eu empregara no meu livro A Rua dos Cataventos. Espantadíssimo, disse-lhes que não sabia. Nem tentaria saber, porque poderiam escapar-me alguns na contagem. Que estas estatísticas, aliás, só poderiam ser feitas eficientemente com o auxílio de robôs. Não sei se as menininhas
sabiam ao certo o que era um robô. Mas a professora delas, que mandara fazer as perguntas, devia ser um deles.
E mal sabia eu, então, que estava dando um testemunho sobre o estruturalismo – o qual só depois vim a conhecer pelos seus produtos em jornais e revistas. Mas continuo achando que um poema (um verdadeiro poema, quero dizer), sendo algo dramaticamente emocional, não deveria ser entregue à consideração de robôs, que, como todos sabem, são inumanos.
Um robô, quando muito, poderá fazer uma meticulosa autópsia – caso fosse possível autopsiar uma coisa tão viva como é a poesia.
Em todo caso, os estruturalistas não deixam de ter o seu quê de humano...
Nas suas pacientes, afanosas, exaustivas furungações, são exatamente como certas crianças que acabam estripando um boneco para ver onde está a musiquinha.

(Mário Quintana)


1 - A crônica de Mário Quintana tem como referencial as salas de aula e, mais especificamente, as aulas de Língua
Portuguesa. A crítica que ele faz é:
a) às menininhas que lhe fizeram a pergunta.
b) à corrente estruturalista, que ele já combatia mesmo antes do episódio descrito.
*c) aos que fazem a abordagem meramente estruturalista da literatura.
d) ao produto do estruturalismo presente em jornais e revistas.
e) aos robôs, que só são capazes de fazer meticulosas autópsias.

Publicidade

2 - A partir da leitura do texto de Mário Quintana, considere as seguintes afirmativas sobre o gênero crônica:
1. Caracteriza-se por textos curtos e narração em primeira pessoa.
2. Caracteriza-se por considerações de caráter geral, a partir de situações específicas, e pelo texto mais curto.
3. Traz sempre o discurso direto para marcar os personagens/sujeitos do diálogo.
4. Elaborado em determinada esfera de atividade discursiva, dá espaço para o cotidiano.

Assinale a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa 1 está correta.
*b) Somente as afirmativas 2 e 4 estão corretas.
c) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.
d) apenas as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.
e) apenas as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.

3 - A ironia presente na crônica de Quintana objetiva-se na:
a) presença das menininhas que fizeram a pergunta sobre os diminutivos.
b) comparação entre os professores e os robôs.
c) suposta ignorância das menininhas sobre o que seja um robô.
*d) comparação entre a criança que estripa seu boneco e o professor estruturalista.
e) sua própria ignorância sobre o estruturalismo.

4 - Com relação ao texto de Mário Quintana, considere as seguintes ocorrências:
1. O uso repetido do diminutivo menininha no primeiro parágrafo e o termo musiquinha no último.
2. A seqüência substantivo–verbo (autópsia–autopsiar), para referir-se às atividades dos robôs.
3. Os três adjetivos no último parágrafo e a escolha lexical para definir a atividade dos estruturalistas.
4. A seqüência de conjunções integrantes (que) no segundo parágrafo.

Constituem estratégias para obtenção de efeitos sensoriais:
a) 1, 2 e 3.
b) 3 e 4.
c) 2, 3 e 4.
d) 2 e 4.


*e) 1 e 3.


1.  (Serrita PE 2015) Leia o texto
“ Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
Enfim,
Tem de ser bem devagarinho, Amada,
Que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...”

Mário Quintana

Baseado no texto acima, marque a opção CORRETA:
a) A palavra TU é um pronome pessoal oblíquo.
xb) O Eu lírico trata a mulher amada na 2ª pessoa do singular.
c) “Devagarinho” é um substantivo abstrato.
d) Não consta no texto acima palavras cuja função sejam advérbios.




6. (Pentecoste2014/Consulpam)
Mário Quintana

Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro, eles alçam voo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...

1. A depreensão do sentido do poema de Mário Quintana neste texto ocorre da correta decodificação da figura de linguagem que permeia o discurso poético do enunciado, que pode ser melhor explicitada como:
xa) metáfora, delineado também no texto em tela como uma comparação implícita de dois termos, entre os quais é possível estabelecer uma relação de semelhança.
b) alegoria, representada aqui no exagero intencional da carga poética pela assonância
das consoantes finais, a fim de surpreender o leitor.
c) metáfora, que consiste na substituição de termo mimético pela falta de outro, mais apropriado à situação.
d) metonímia, definido aqui como a utilização intercambiável de uma palavra por outra, tendo em vista uma relação de correlação explícita entre elas.

2. O enunciado que melhor representa e alicerça a chave interpretativa do texto de Mário Quintana é:
a) O caráter hermético dos textos poéticos corrobora com a dificuldade de compreensão de suas alegorias
xb) Os poemas dependem da sensibilidade e do repertório cultural dos leitores
para que a função catártica da leitura se realize de forma plena
c) Os poemas podem ser comparados os pássaros, que são livres e nunca ficam presos em lugar algum.
d) Os poemas aguçam a sensibilidade dos leitores, porque se constituem como o
alienamento de suas almas 




Postado por: Equipe do Caderno Educação .


.
Compartilhe em suas Redes Sociais!

Publicidade

Sobre:
O Blog Caderno de Educação visa compartilhar conteúdo educacional e proporcionar a troca de material didático e experiência entre profissionais da área de educação e, também, disponibilizar material educativo para estudantes, candidatos a concursos públicos, vestibular e ENEM das mais diversas áreas do conhecimento como literatura, história, gramática, geografia, biologia, matemática, física, informática, pedagogia e outras, além de notícias.

Postagens relacionadas, sugeridas e anúncios

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top