Informática na educação e os aspectos pedagógicos do uso da tecnologia. O debate acerca do uso das tecnologias de informática na educação ainda é o desafio que os professores enfrentam no cotidiano escolar, ou seja, estabelecer o espaço e a forma de uso das mais diversas tecnologias  para realizar e construir os grandes objetivos da Educação. Confira também as  melhores formas de medir o uso da informática educativa.


Informática na educação e aspectos pedagógicos do uso da tecnologia

Informática na educação e os aspectos pedagógicos do uso da tecnologia


Quatro problemas, mais comuns, na aplicação da informática na educação foram apontados em obra do Professor José Moran (Moran 2016), quais sejam:



1 - Confusão entre informação e conhecimento;

2 - Alguns alunos não aceitam facilmente essa mudança na forma de ensinar e de aprender;

3 - Há facilidade de dispersão;

4 - Impaciência de alguns alunos.


Uma forma de encontrar sucesso nos trabalhos da informática educacional é identificar esses problemas e promover meios de contorná-los, a fim de obter melhores resultados no uso da informática na educação como, por exemplo, orientar as pesquisas para diferenciar informação de conhecimento e manter o foco do aluno no que há de ser realizado, com tarefas claras e objetivas registradas no planejamento e no plano de aula.

Planejamento e a Informática na Educação


Além disso, planejar uma aula para laboratório de informática educacional ou educativa é um desafio para o professor. A utilização de laboratório de informática na escola deve, dentre outros aspectos, observar as seguintes situações: 1 - Clareza no que vai ser realizado para ter mais eficiência; Explique para seu aluno o que espera que ela faça. Inclusive, com um roteiro. 2 - Objetividade, porque a tendência é a fácil dispersãoEstabeleça uma meta (objetivo) para o aluno atingir o que pode gerar um bônus para ele. 3 - Troca de resultados entre os participantesA interação e a discussão sobre os resultados atingidos. 4 - Proposição de problemas e questões desafiantes que levem o grupo a discutir e debaterComo resolver uma determinada situação? 5 - Problematizar para gerar novos temas, novas propostas e novas aulas. Ressaltar os problemas e questões que surgiram que podem gerar novas aulas.



Publicidade


Interdisciplinaridade no uso da tecnologia na educação



Envolver professores de diferentes áreas em um projeto que inclua a informática educativa promove experiências peculiares para o educando no processo de ensino aprendizagem. Sabemos das dificuldades inerentes para realização de tais projetos, mas, trouxemos três sugestões, que embora pareçam óbvias é, sempre importante, ressaltá-las:  1) Um assunto/tema abrangente que permita explorar conteúdos diversos. Em um projeto que integramos Matemática, Educação Física e Ciências abordamos o sistema circulatório e o bombeamento do sangue pelo coração, fazendo planilhas e análise de dados dos batimentos cardíacos antes e depois da aula de Educação Física e relacionando com as atividades cardiovasculares. 2) Estabeleça o Período de execução do projeto e o que cada participante (professor) deverá realizar.  Número de aulas, por exemplo. O que cada professor deverá fornecer ao seu colega? 3) Registre os resultados do projeto transformando em: um artigo, um evento, etc.




Referências: 

Moran, José  MUDAR A FORMA DE ENSINAR E DE APRENDER Transformar as aulas em pesquisa e comunicação presencial-virtual, disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/moran/site/textos/tecnologias_eduacacao/uber.pdf, acessado em 11/2016

Ronaldo Silva
Obs. Conteúdo sugestivo sendo possível a existência de entendimentos diferentes. Leia os Termos de Uso

Compartilhe!

.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens relacionadas, sugeridas e anúncios
 
Top