CHEFES DE SALA DO ENEM EM TREINAMENTO

11/09/2013 22:44

          

            Pela primeira vez o Ministério da Educação está preparando os mais de 150 mil chefes de sala que vão atuar durante das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece dias 26 e 27 de outubro.

            O treinamento está sendo feito à distância e  foi dividido em três turmas de pouco mais de 50 mil participantes. O curso tem carga de 30 horas e acontece durante duas semanas entre setembro e outubro. É aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), a autarquia responsável por toda a estrutura do Enem, em parceria com a Universidade de Brasília (UnB).

            Os chefes de sala recebem explicações sobre o edital do Enem, incluindo detalhes sobre o que é permitido e como devem ser atendidos os candidatos em condições especiais, por exemplo, de acessibilidade para deficientes e gestantes.

            Toda a infraestrutura preparada para o exame, segundo o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, visa garantir um exame “seguro e de qualidade”. Haverá ainda uma segunda fase de treinamento prático, que será realizado uma semana antes das provas.

             LOGÍSTICA – Para atender os mais de  7,1 milhões de candidatos, o Ministério da Educação vai imprimir 15,7 milhões de provas impressas, que serão transportadas em malotes com lacre eletrônico para 15.576 locais diferentes em 1.661 municípios.

             São 500 locais de provas a mais que em 2012, além do aumento de 46 municípios. Para isso foi necessário estabelecer 9.480 rotas de distribuição dos exames e um percurso que soma 308 mil quilômetros.

            A aplicação das provas vai envolver o trabalho de 648 mil pessoas, em todos os níveis e em todos os locais, desde chefes e fiscais de sala até o pessoal de apoio, além de 48.048 atendentes exclusivamente para quem candidatos com necessidades especiais, desde deficientes até gestantes e mães que estão em fase de amamentação.